Emily Brontë

Doce amor da juventude me perdoa, porque a correnteza das paixões me carrega de um lado para o outro. Neste momento eu devo me entregar, sem tentar entender o que acontece em meu coração. Mas quando as correntezas enfraquecerem, este amor irá permanecer.

Comentários

Anônimo disse…
Reflexão palpitante neste espaço, post deste modo dignificam a quem quer que aparecer neste espaço :/
Dá maior quantidade deste web site, aos teus leitores.