Antonio Lobo Antunes

Não sou um senhor de idade que conservou o coração menino. Sou um menino cujo envelope se gastou.

Em Livro de Crónicas, 1998 no conto A Velhice.

Comentários