Thelma Ritter

O amor deve ser uma coisa inesperada, como cair num bueiro.

Em A Modelo e a Casamenteira (1951).

Comentários